quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Dicas e percursos comentados para a "Maratona" de Saúde DrogaPlus :)


Oiiii com alegria a todos!!! Como estão todos vocês? Acumulando km? Preparado para mais uma corrida, já nos aproximando do final de ano? Vamos conversar sobre essa corrida que acontece no Domingo (03/12 ), ás 08h30, com distância única de 5,5km. No ano passado fiz esta corrida e gostei bastante. Desde os kits que vieram caprichados e a própria corrida que esteve muito bem organizada, com postos de hidratação suficiente e o percurso muito bom! Para essa turma que gosta de corridas curtas, essa é uma excelente escolha, além do preço ser muito acessível e justo!

Repararam que tem chovido nestes dias? Fiquei um tanto contrariado de não ter tido chuva na corrida do TRT, mas com São Pedro não tem conversa. Ou vai, ou racha. Para este final de semana, especificamente no Domingo da corrida... vamos ver o que os deuses da tecnologia nos dizem sobre o tempo:


Esse tal de "chuva a qualquer hora"... Só chove e faz frio quando a gente ou está dormindo, ou estamos no trânsito de Goiânia surfando pelos alagamentos da cidade. Mas enfim... eu disse em outros posts e repito: Gosto de correr no frio ou que então esteja uma garoa bem fininha. Coisa rara, né?

Vamos então ver o percurso fornecido pela organização e posteriormente o que fiz de forma independente, para observarmos altimetria e pontos de subida.



Esse é o tipo de percurso que considero de dificuldade fácil, considerando o perfil das corridas de Goiânia. As corridas locais, a altimetria sempre é um fato a se destacar, pois por aqui não temos corridas com altimetria nula. Sempre vai ter uma subidinha ou outra. Portanto, nessa corrida há uma chance potencial de quebra de RP nos 5km. A única dificuldade é o trecho final, de cerca de 350 metros, onde se tem uma subida muito significativa, mas já depois do km5 e no fim da corrida. Esse é o tipo de corrida que você faz conforme o vento leva. Se estiver num dia bom, senta o pé na tábua e manda ver! Vamos agora dar uma olhadinha nas ruas que esse percurso passa?


Em ordem de aparição: Largada indo para a Rua Geraldo Nei, cortando um pedaço da Avenida Castelo Branco em direção a Marginal Cascavel. Nesse trecho, ida e volta para a Castelo Branco, saindo desta, atravessando pela Rua Jamil Abrão e Rua Martinho Nascimento e por fim retornando para a 24 de Outubro, onde iremos ter um trecho de subida significativa, para enfim chegar na Praça, finalizando nossa corrida.












Mais uma análise simples, mas creio que prática :) Espero que gostem e bora correr com alegria!!!! Simbora que ano está acabando!!! 

Professor Ricardo Carneiro
ricardo.aesp@gmail.com







quinta-feira, 23 de novembro de 2017

TRT - Dicas e percurso comentado :)


Opa!!! Tudo bem com vocês? Estava numa saudade de publicar sobre corrida por aqui.. As últimas, como a Ossos Fortes ( muito elogiada inclusive ), corrida dos Parques e dos Árbitros, embora eu estivesse com muita vontade de publicar, eu acabei indo viajar para Brasília e estava com foco na Half Cities. Mas vamos com alegria, que dia 26, num belo Domingo, vamos para mais uma corrida do TRT. No ano passado não fui, pois estava em Caldas Novas participando da Meia Maratona de Goiás. Os elogios foram muitos sobre a corrida do TRT, inclusive com uma chuva que agraciou os corredores.

Falando em tempo chuvoso, já venho com a expectativa de pegar uma chuvinha bem fininha no dia da corrida, para matar no peito a subida da Castelo Branco, rs... Mas vamos lá... Goiânia tem chovido nesses dias, embora eu ache que não tenha sido aquele temporal. Mas pela manhã tem estado fresco e e uma delícia para correr. Perdão aos defensores que acreditam que o horário de verão tem de acabar, mas eu particularmente adoro e prefiro que continue!

Previsão do tempo para este Domingo então:


Aqui está dizendo que só chove a tarde... paciência... se de fato isso se concretizar, que a manhã seja nublada e fresca então... Já pensou encarar uma bela de uma subida ás 9h30 da manhã num sol nordestino?

Inauguro nesse post, os dicas "Nutella":

Cara, bota uma bermuda de compressão no estilo, canelito de compressão decente tipo da COMPRESSPORT. Camiseta Dry dessas fodásticas tipo da Adidas com retenção de suor, para você terminar sequinho e poder mostrar pra galera que você tirou de letra a corrida sem derramar uma gota de suor. No pulso lembre de carregar seu Garmin Fênix, porque você é elite! Use protetor solar FPS 70 da ADCOS para mostrar que mesmo com chuva, você pode ostentar seu creme elite, que não deixa manchar mesmo com suor e sal no rosto. O tênis, cara... no mínimo um Adidas Boost reluzente, novo em folha ou um Mizuno Creation 19, porque salto é tudo de bom. Um fone bluethoot da Apple sem fio, para você ouvir música em estilo. Na chegada, lembra seu amigo de bater foto com seu novo Iphone 8, com tecnologia para captar seu movimento com estilo.

Dicas para os "Raíz":

Acorda, bota seu tênis Rainha 97, shorts da Star Chic, camiseta da inauguração das Óticas Diniz e sai pra correr. Simples assim. Lembre de passar óleo de arnica pra combate as assaduras. Se quiser usar boné, pega aqueles do tio do Picolé.


Feito as considerações iniciais e lembrando sempre de se aquecer e hidratando, vou então comentar e mostrar os percursos aqui.

3 Milhas


Gostei desse percurso. Se olharem atentamente, perceberão que tem várias descidinhas, mas é uma prova convidativa no que tange trechos de subida. A subida da T-1 se caracteriza como o trecho a se ter cuidado. Praticamente o começo e a chegada é em subida. Podemos analisar esse percurso dessa forma então. É uma prova tranquila, exceto pela T-1. Pensem em uma prova com três momentos. Aquecimento antes, para entrar embalado na corrida, sem forçar muito nessa largada. Saindo da T-1, desenvolva seu ritmo naturalmente, na medida do possível, buscando maior velocidade, de forma prudente e coesa. Nesse sentido, se resguarde para o momento final de prova, lembrando que na T-8 também tem um trecho que merece atenção. O que gostei nesse percurso é a quantidade de verde que poderemos desfrutar. Muitas árvores pelo caminho. Vamos então conhecer esse percurso um pouco.

1ª Milha (1.6km) - Saída na Porta do TRT // Avenida T-1 // Rua T-55 // Avenida T-3: Começamos a corrida com trecho de aclive. Ali na virada da T-1, alívio até o fim dessa milha. Sente com alegria e simbora correr!!


 




2ª Milha (1.6km até 3.2km ): Rua T-9 // Rua C-216 // Rua C-211: Ali no meio do trecho da T-9 tem uma subidinha chata, mas esse pedaço é bem tranquilo, com trechos planos e descidinhas em sua maior parte.





3ª Milha ( 3.2km até 4.8km ): Av,: C-233 // Av.: C-206 // Avenida T-8 // Avenida T-1: Trecho final de prova. Assim que começarem a T-8, prestem atenção que vem subida. Depois, na saída dela, para a T-1, subida. Reparem que proporcionalmente esse trecho tem mais subidinha. Considera-se o fato de que estamos na parte final da corrida, onde é preciso saber que todo o seu planejamento anterior faz diferença nessa parte. Sempre recomendo aos meus alunos que façam trechos mais pesados com passadas curtas e trabalhando bem a respiração. Nada de tentar alargar o passo para ir mais rápido pois nessas circunstâncias é certeza de que ficará muito ofegante.





Vamos então agora conversar sobre o percurso de 6 milhas :)



Percurso muito bom, bem equilibrado, mas com armadilhas. Observem que começamos em subida, nos trechos destacados em vermelho no mapa. Depois disso, praticamente é descida e plano até a milha 4. Nesse sentido, muita gente vem com um gás danado, aproveitando quase 4 km muito tranquilos. As últimas duas milhas cobram o preço de quem estourou o gás antes da hora. São quase 3km com trechos mais complicados ali. Não é aquela coisa mata leão, mas sente bastante ali nessas subidas da T-8 e da T-1. Não é subida muito pesada não. Mas é aquela coisa que permanece elevada por uns bons metros. Assim como nas 3 milhas, pensem nesse planejamento para essa prova com coerência e se guardando para o fim. Percurso que a gente só compartilha praticamente o km inicial e o final com a turma das 3 milhas. Vamos ver um pouco de imagens do local e como é a altimetria da prova? Lembrando que a milha final é a mesma da turma das 3 milhas. Aqui, mostro até a 5ª...


Começo até 1ª Milha completa (0 - 1.6km): Avenida T-1 // Avenida T-4: Começo de prova em subida, e conforme mapa, alivia no começo da T-4 e depois sobe de novo. Cuidado com a empolgação inicial...





1ª Milha - 2ª Milha  - 3ª Milha (1.6km até 4.8km): Avenida T-4 // Avenida T-63: Pegamos um pedaço da T-4 no final dela e depois seguimos por quase 3km na T-63. Trecho muito bom de se fazer, em que o plano ali predomina. Sendo assim, desenvolva um ritmo bom, confortável, mas cuidado para não ir muito veloz nesse trecho. 





3ª milha - 4ª milha: Avenida C-107 (4.8km até 6.4km): Nesse trecho, ao sair da T-63, continuamos embalado com uma boa descidinha e trecho plano. Continue uma pega firme e coesa.



4ª milha - 5ª milha (6.4km até 8km): Rua C-124 // Avenida C-231: Nessa parte do terço final de prova, começamos a entrar em trechos mais perigosos. Daqui para o final, a exemplo da T-8 e T-1 logo depois, predomina trecho em aclives que embora não muito elevados, mas persistentes. Quem veio com calma e prudência, entra nesse trecho sem perder ritmo. Mantenham a pegada e vamos sorrir pra foto!




Vamos então dar uma olhada agora no mapa de percurso das 10 milhas. NOTA: Houve uma mudança no percurso, sendo que este agora acredito que está de acordo com a mudança feita (Informações via Hanker). Analisando de uma maneira geral, achei o percurso bem desafiador, com dois momentos. Metade inicial relativamente tranquila e metade final mais puxada. Provas de 16km sempre sugerem que a pessoa precisa estar bem treinada de forma que se consiga manter um ritmo estável durante todo o percurso. Não é uma prova típica para bater recorde pessoal. Sobretudo nas duas últimas milhas quando estamos com desgaste acumulado de prova, é onde o percurso é mais desafiador. É um tipo de prova que pede para que você estabeleça um ritmo mais neutro, estabilizado. Acho muito arriscado essa de descer a lenha na metade inicial para tentar estabilizar depois. Se você estiver bem treinado para isso, tudo bem, mas ainda assim, cuidado. As armadilhas do percurso costumam ser traiçoeiras. Esse tipo de percurso eu levo como em todas as corridas: Com alegria, numa vibe positiva de paz e confraternização. Se precisar parar pra um vídeozinho ou uma selfie bacana, o faça. Se estourou, ande. Importante é chegar bem, feliz, com a sensação de 16km nas costas. Nem sempre viver de rendimento é bom. Muitas vezes o bom da corrida está no percurso, nas companias :) Vamos então ver como é esse percurso, com a famosa subida da Castelo Branco na parte final de prova.


Vejam o desenho da altimetria, para entenderem o estilo do percurso.


Começo aqui a colocar fotos a partir da 4ª milha, que é onde o pessoal das 6 milhas desvia.

4ª milha - 5ª milha(6.4km - 8km) : Avenida C-107 // Avenida C-6: Depois de nos separarmos do pelotão da turma das 6 milhas, continuamos nessa Avenida que permanece confortável, sem muitas dificuldades.




5ª milha - 6ª milha(8km - 9.6km):  Avenida C-6 // Alameda Cascavel: Continua uma prova relativamente tranquila, com exceção de algumas oscilações na Marginal Cascavel. Nesse momento de prova, vamos nos guardando, de forma que possamos enfrentar os últimos 6km de prova que promete maiores dificuldades. Quem correu a maratoninha da DrogaPlus no ano passado vai lembrar desse pedaço.





6ª milha - 9ª milha ( 9.6km - 14.4km ): Avenida Castelo Branco // Avenida Mutirão: Sem dúvida o trecho mais desafiador da prova. Reparem que são cerca de 5km nessas duas avenidas com trechos mais sensíveis de subida. Aqui, mais vale uma idéia de baixar o ritmo e se manter correndo tranquilo. Essa coisa de tentar dar tiros para ver se "passa mais rápido" nem sempre é bom. Acaba que quando seu gás termina, você tem de ficar caminhando para se recuperar. Da 8ª milha ( altura do km 12.8km) até a 9ª milha é só paulera ali na Mutirão...








9ª milha - 10ª milha (14.4 km - 16km ): Avenida T-9 // T-2 // T-8 // T-1: Na T-9 finalmente vem o alívio para você se recuperar bem nessa prova. Respire fundo, se hidrate e prepare para um trecho curto da T-1 em subida ainda. 






Chego ao fim de mais um posto feito com carinho e no desejo que tenham gostado. Façam da corrida um exercício de diversão e alegria!! Para fechar, com os desejos que façam uma ótima corrida, fotos do kit e informações do local de entrega, frisando que é necessário levar 1 litro de leite para a retirada dos kits. Tudo bem? Grande Abraço!!!!







Simbora!! Alegria!!!

Professor Ricardo Carneiro
ricardo.aesp@gmail.com