domingo, 21 de maio de 2017

6ª Maratona EMovimento! Dicas e Percursos comentados


Porque participar da 6ª Maratona EMovimento?




   A todos, meus sinceros cumprimentos de alegria e paz! Com coração de corredor apurado escrevo aqui sobre essa Maratona que irá acontecer em Goiânia no dia 27 de Agosto de 2017.
   Participei nos últimos 3 anos dessa corrida, sempre em “progressão”. Corri os 5km, 10km, 15km e nesse ano enfrento os 21km, na minha 4ª participação consecutiva.
   Essa corrida se destaca em Goiânia por ser a única que oferece 5 distâncias diferentes para os corredores. Ou seja, tem pra todo gosto. Mas, o grande destaque. Com percurso certificado pela CBat (Confederação Brasileira de Atletismo), é a única corrida em Goiânia a oferecer os 42km.
   Ano pós ano, a Organização tem aprimorado nos detalhes, aperfeiçoando o atendimento aos corredores e transformando essa corrida que deve ser indispensável para todos amantes dessa prática. Excelente ainda, para os corredores Profissionais. Há ainda, premiação em dinheiro para os vencedores da Maratona.
   Antes de irmos falar sobre percursos, um esclarecimento importante. A corrida tem cunho social, levantando a bandeira em prol dos portadores de Esclerose Múltipla. A organização é da Presidente da AGEM (Associação Goiana de Esclerose Múltipla), que inclusive organiza outras corridas também de cunho social, como a última Meia Maratona Noturna do Câncer Infantil.
Agora, vamos conversar sobre a corrida. Pessoal, neste final de semana, Goiânia promete fazer bastante sol e com tempo muito seco. Para vocês terem ideia, olhem a previsão para este Domingo:


Cuidem muito da hidratação pré-corrida. Desde o dia anterior, aumentar a ingestão de água e buscar se alimentar com comidas leves e de fácil digestão. É muito comum as pessoas, mesmo as mais treinadas, passarem mal com o calor. Por isso, cuidem-se bastante. Nada de exageros no dia anterior, principalmente nas horas que antecedem a corrida. Principalmente a turma da Meia e da Maratona, que grande maioria chegará já com o sol a pino. Falando nisso, segue os horários da largada para cada distância:

21km e 42km: 06h da manhã.
05km, 10km e 15km: 07h da manhã. 

Vamos visualizar os percursos agora?

NOTA: TODOS OS PERCURSOS AQUI SÃO FEITOS EM OUTRA PLATAFORMA DE ACORDO COM O PERCURSO ORIGINAL QUE CONSTA NO SITE DA ORGANIZADORA. PODE HAVER DISCREPÂNCIA DE DISTÂNCIAS, MAS O PERCURSO AQUI DEMONSTRADO ESTÁ COM FIDELIDADE SUPERIOR A 95% DO PERCURSO DISPOSTO NO SITE WWW.ICESPORTS.COM.BR (SITE DA ORGANIZADORA DA CORRIDA).


PERCURSO DE 5KM



De acordo com os percursos disponíveis no site da organizadora, tracei pelo www.plotaroute.com para que nós pudéssemos ter uma visualização sucinta do percurso.

 
   O Percurso de 5km é um percurso tranquilo. Se considerarmos todo o contexto, é um tipo de percurso prazeroso, pois na maior parte do tempo estaremos passando por Avenidas largas, em que a fluidez dos corredores é um ponto muito positivo. O destaque fica por conta das pequenas subidas, no viaduto da República do Líbano e o trecho final (último km), com trecho em aclive leve e persistente.

   Vamos conhecer um pouco das ruas por onde passaremos então?
Logo após a largada, ainda na Rua 4.
 
 Preparando para virar a direita, na Av. República do Líbano.
Avenida República do Líbano 
 Começando a contornar a Praça do Avião
 Preparando para entrar no viaduto que passa por baixo da Av. Independência, pegando trecho de descida.
  Saindo do viaduto.
 Indo pegar um breve trecho da Leste - Oeste
 Leste - Oeste
  Saindo da Leste - Oeste, pegando o começo da Av. República do Líbano.
 Preparando para entrar no viaduto, agora encarando subida logo logo.
 Subida do viaduto.
 Saindo da Praça do Avião em direção a Rua 55.
Entrando na Rua 55. 
 Rua 55.
 Rua 55, esquina com Rua 70.
 Saindo da 55 e entrando na Avenida Goiás.
  Saindo da Av. Goiás e entrando no trecho final, na Rua 4.
 Rua 4. 

   Considero esse trecho com em um nível de dificuldade moderado. No começo da prova, há facilidades, descidas. Mas prova começa mesmo, quando pegamos a primeira subida sentida, no viaduto da Av. República do Líbano. Dali, a prova tem mais trechos de aclive, embora nem sempre tão sentidos. Destaque para o km final na Av. Goiás. Há uma subida leve, mas extensa. Guardem bem as pernas no começo da corrida, para conseguir fazer os últimos 2km rápidos. Recomento fazer os dois primeiros km de forma conservadora, buscando ritmo. Depois, desce a lenha!

PERCURSO DE 10KM

   De acordo com os percursos disponíveis no site da organizadora, tracei pelo www.plotaroute.com para que nós pudéssemos ter uma visualização sucinta do percurso. Esse percurso de 5km mostrado anteriormente, ele é comum a todas as distâncias. Nesse trecho de 10km a diferença fica na extensão que se fará na Avenida Leste Oeste. Da mesma forma que os 5km, considero esse percurso tranquilo, sem grandes dificuldades, embora já começamos a ter um ganho significativo de altimetria acumulada.

 
Vamos dar uma olhada agora nessa parte que diferencia os 10km dos 5km 
 Viaduto da Leste Oeste
  Leste - Oeste, já no retorno que faremos para pegar ela de volta.
 
 
 Já próximo do fim desse trecho da Leste Oeste, onde voltamos para a República do Líbano e pegamos aquele viaduto que vimos anteriormente.


   Em relação a essa parte visualizada por último, tomem cuidado. Como pegaremos "retão" há uma tendência em desenvolver velocidade. Esse trecho oscila em dificuldade quando começamos e no fim também. Na parte final da Leste Oeste, lembrem-se do que vimos anteriormente. A partir dali, a prova predomina aclive. Quando fiz esse percurso em 2015, eu senti meu gás mais no fim da prova, na Av. Goiás. Resultado de displicência, onde eu quis pegar o embalo de trechos rápidos no começo e facilidades da Leste Oeste. Cuidado. Aqui, prevalece a idéia de uma prova cautelosa. Em resumo: A única diferença do percurso de 10km para o de 5km está na extensão da Leste Oeste, uma avenida relativamente plana, com algumas ondulações discretas.

PERCURSO DE 15KM

   De acordo com os percursos disponíveis no site da organizadora, tracei pelo www.plotaroute.com para que nós pudéssemos ter uma visualização sucinta do percurso. Esse percurso de 15km é basicamente o de 10km ampliado. O Percurso é o mesmo, somente o retorno da Leste Oeste acontece mais adiante do ponto do retorno dos 10km. Em 2016 realizei esse percurso e gostei muito. Obtive meu RP na distância nessa corrida, muito em função da velocidade desenvolvida nos 10 primeiros km. No fim de prova, últimos 2k que são um pouco complicados pela predominância de aclive, a ideia é tentar manter um ritmo coeso, sem forçar. Reparem que o ganho acumulado de altimetria aqui já começa a ser significativo.


Em termos de fotos não há muito o que mostrar. Como dito, somente estamos indo adiante um pouco mais na Leste Oeste e retornando no caminho original. Considero essa prova como ideal para quem quer estrear na distância. Prova boa, "reta", com trechos de velocidade e subidas suportáveis.

PERCURSO DE 21KM

   De acordo com os percursos disponíveis no site da organizadora, tracei pelo www.plotaroute.com para que nós pudéssemos ter uma visualização sucinta do percurso. Esse percurso, assim como os anteriores, é extensão do de 15km, com a diferença que estamos até o fim da Avenida Leste Oeste, e pegando um pedaço da Avenida Castelo Branco. Soa banal dizer "pegando um pedaço", pois é um trecho de muita dificuldade, com uma subida exigente ali. Se considerarmos todo o contexto dos 21km, já considero essa prova com grau de dificuldade significativo. Prova bem desenhada, com Descida/Plano/Subida/Descida/Plano/Subida. Sim, nessa ordem que expus. O ganho acumulado de altimetria aqui é significativo e nessa prova a fama de ser dura faz jus. Aqui é prova para que gosta de desafio e quer se testar. A grande vantagem de correr esses 21km é a largada que acontece as 6h da manhã junto com o pessoal dos 42km e temos a oportunidade de ter um tempo mais fresco a favor do corredor.

Detalhe importante: Aqui é aproximadamente 235m de ganho de altimetria.

Fotos dos trechos adicionais dos 21km.

Aqui, saindo da Leste-Oeste em direção a Avenida Castelo Branco
 Aqui, no começo da temida subida da Avenida Castelo Branco
No fim da subida da Avenida Castelo Branco, para pegar o retorno. Nesse ponto, voltamos paralelo ao nosso caminho de vinda. 

Essa prova de 21km atende o requisito do corredor que gosta de desafios, numa mescla de trechos rápidos e subidas exigentes. Uma combinação perfeita, de forma que a prova seja em parte veloz e em parte desafiadora. Quem estiver estreando a distância nessa prova, mantenha ideia coesa do começo ao fim. Arriscar aqui pode te custar a prova.

PERCURSO DE 42KM

   De acordo com os percursos disponíveis no site da organizadora, tracei pelo www.plotaroute.com para que nós pudéssemos ter uma visualização sucinta do percurso. Acrescente a esse percurso o conceito de prova desafiadora, pesada. Esses 42km é um exercício para os guerreiros do asfalto. Terminar essa prova, no tempo que seja, é motivo de orgulho. Conheço pouquíssimas provas de 42km no Brasil com um nível de dificuldade significativo como essa da EMovimento. Portanto, traz também a grande virtude de ser uma prova prazerosa, com um percurso muito bem elaborado. Quem corre Maratonas, deveria incluir esses 42km nas provas a serem feitas um dia. Porque não em 2017? Vamos olhar o percurso e percebam o ganho de altimetria.

Esse percurso passa do ponto do retorno dos 21km e segue até a Rodovia dos Romeiros (Goiânia - Trindade). Positivo o fato do percurso todo, em sua maioria ser em Avenidas/Rodovia, com espaços amplos para os corredores, permitindo tranquilidade. Como disse, percurso pesado, com trechos desafiadores. Exceto pela subida da Castelo Branco, o percurso como um todo conta com subidas persistentes, embora não muito elevadas. Principalmente no trecho da Rodovia dos Romeiros em que a oscilação de altimetria se mostra mais perceptível.

Aqui, estamos no começo da Rodovia dos Romeiros.
 Aqui, ainda na Rodovia, mas para terem noção da subida. Sempre que avistarem essas Passarelas, estão próximos de subidas ou descidas.
 Retorno para a metade final de prova. Depois de avistarem a fábrica da Coca Cola do lado direito da Rodovia, estaremos retornando logo em frente, ao visualizarem as vias sácras do lado esquerdo.
 Aqui, já na metade final de prova, onde pegamos o paralelo ao nosso caminho de ida. Nesse pedaço, as coisas facilitam mais, com predominância de descidas.

Segue agora, para você entrar no "calibre", os melhores tempos em cada distância, considerando as corridas feitas desde 2012 da Maratona EM Movimento :)

5KM
Janivam Lima da Silva - 20min52 (2014)
Silvestre Costa Santos - 17min29 (2016)

10KM
Marli Aquino Valenzuelo Pain - 44min52 (2016)
Paulo Rodrigues Dias - 34min35 (2015)

15KM
Daiane Aguiar Barros - 56min38 (2012)
Rodrigo Silva da Rocha - 46min09 (2012)

21KM
Rosilene Alves de Oliveira - 01h25min28 (2016)
Joao Luis Ferreira Prado Filho - 01h08min45s (2016)

42KM
Cleiser Alves dos Santos - 02h34min08s (2016)
Samara da Costa de Camargo - 03h16min58s (2016)



Correr é viciante, causadora de uma paixão sem precedentes. Sinto enorme satisfação em fazer esse tipo de postagem, em que coloco um pouco de cada percurso, procurando ajudar o corredor a se sentir bem. Portanto, convido você a conhecer essa corrida que tem opções para todos os estilos de corredores. Considero essa corrida a mais completa da Capital pela variedade de opções e sobretudo pelo nítido aprimoramento da organização a cada ano. Grande Abraço no coração de todos! Corre, que o resto vira detalhe :)

Professor Ricardo Carneiro
Licenciado e Bacharel em Educação Física - Treinador de Corrida de Rua
Contato: WhatsApp.: +55 62 996031088 // E-mail: ricardo.aesp@gmail.com

Alegria, Sempre!
















quinta-feira, 11 de maio de 2017

Dicas para a 2ª Maratona Adidas Boost de Revezamento :)





Opa!! Todo mundo em paz? Paz e alegria no asfalto sempre? Esse post de hoje é para conversar sobre a 2ª Maratona Adidas Boost de Revezamento, que acontece no dia 13 de Maio de 2017, ás 18h no Autódromo Internacional de Goiânia. Numa prova que promete ser empolgante, numa energia contagiante, a organizadora do evento (Hanker) definiu esta corrida da seguinte forma: Será revezamento, devidamente organizado, podendo ser duplas (21km cada); quartetos (10km cada) ou octetos (5km cada). No ano passado, quem participou, já sabe que foi bem organizado, bem estruturado. Embora com muita gente, eu não vi nada digno de nota negativa nesse evento. É fundamental que se respeite a ordem das equipes, com cada um correndo no seu momento certo, após a chegada do seu antecessor.
A opinião que expresso aqui é com base na experiência que tive no ano passado, bem como dicas para as distâncias. Lembrando que não possuo qualquer vínculo com a organizadora e/ou patrocinadoras. Atuo de forma independente, para divulgação e conversar um pouco sobre as corridas.
Vamos então por partes. A pista do Autódromo é excelente. Muitos já conhecem e sabem que é bastante lisa, num traçado espetacular. Mas para a turma que vai largar primeiro, atenção á temperatura... se for um dia de muito sol, a pista estará naturalmente quente. Vamos ver então como está a previsão do tempo para este dia?
Segundo o CTPEC/INPE (http://www.cptec.inpe.br/cidades/tempo/230), deve ser um dia de calor, com umidade baixa. Nesse dia de Sábado, a sugestão é por consumir muita água, para manter o corpo bem hidratado durante todo o dia e principalmente na corrida, tomar goles de água nos postos de hidratação. Vale até molhar a cabeça, para atenuar o calor e dar um refresco temporário.

Vamos então falar sobre a corrida. O percurso é comum a todos. O percurso de 5km é uma volta completa na pista do Autódromo, então a turma de 10km faz mais uma volta e a turma dos 21k, quatro voltas completas nesse circuito. Vejamos então mapa do percurso, extraído do site da organizadora. O segundo é um independente, feito por mim, afim de verificar altimetria do local.



Recapitulando:

A primeira consideração que faço é em relação ao horário. Por ser uma corrida realizada á noite, temos em nosso favor temperaturas mais amenas, exceto pelos primeiros que largarem, portanto algumas considerações:

·        Pelo horário, é fundamental que você se resguarde durante o dia, se hidrate bastante e descanse. Naturalmente, o Sábado é dia em que famílias, amigos sempre se reúnem para almoços e eventos diversos. Cautela e prudência, sobretudo na sua alimentação durante o dia. Façam refeições leves, de fácil digestão e evitem refrigerantes. Cervejinha, cachaça e enfins, por favor... nem preciso falar.

·        Programe o horário de saída de casa, pois o Autódromo é longe para muita gente;

·        Observe com o Professor ou Capitão da equipe, em qual ordem você está para correr. Com base nisso, se aqueça próximo ao horário previsto para sua largada;

·        Controle da ansiedade é fundamental para uma boa prova, sobretudo os que correrão por último. Participe de aquecimentos leves, se envolva com o restante da equipe, mantendo foco e atenção.

            Essa corrida, como vocês podem ver pelo percurso, se trata de um ambiente "controlado", uma vez que é realizado na pista de corrida do autódromo. Diferente das corridas convencionais, em que há ruas, avenidas, subidas indigestas e outros, nesse local, há pouca variância, trecho basicamente plano.

Vamos então para as dicas para a turma dos 5km e 10km.
            Quando eu fiz esse percurso pela primeira vez eu gostei bastante. Percurso em teoria plano, com alguns declives/aclives suaves. É um tipo de percurso que permite pensar em Recorde Pessoal. Minha dica fica sempre na prudência. Ali na altura do km2,5 aproximadamente, há um ponto de aclive, onde você sente um pouco. No fim, já chegando próximo dos boxes, a subida mais significativa de prova. Basicamente, são esses dois pedaços de subida. Um na altura do km2.5 conforme se vê no mapa que fiz acima e na região do lado direito, perto dos boxes. Esse é o tipo de percurso que você preza pela manutenção. Faça um aquecimento caprichado antes da prova e já entre de cara no ritmo desejado. Se você pensa em terminar em exatos 30 minutos, então mantenha o ritmo de 6min/km. Sem exageros. Sempre nos dois últimos km de prova, dependendo do seu “dia”, da percepção de esforço e se estiver tudo bem, pode tentar arriscar um pouco. Mas sempre com prudência. Para o pessoal que vai correr os 10km, segue o mesmo proposto. Mas eu recomendo os primeiros 5km mais conservadores e depois senta a “lenha”. Para correr sem sustos é ideia de manutenção de ritmo do começo ao fim. Para os que objetivam RP, recomendo “freio” nos primeiros 5km e depois aceleração gradual até o fim de prova. Exemplo: Você quer bater RP, estabelecendo 50 minutos nos 10k. Caso você tenha acesso a relógios com GPS e marcador de PACE, a idéia é fazer na casa de 5min10 os primeiros 5km, depois, de forma calma e ponderada ir tirando sempre um pouco a cada km até chegar na casa de 4min40. Ou, numa maneira mais fácil, sobretudo para aqueles que somente tem um relógio com cronômetro, estabeleça um ritmo constante. Para saber se está “dentro” ou fora do RP, veja o tempo gasto na hora que estiver próximo dos marcadores de km. Ajuste conforme seu desejo 😊

Vamos então para as dicas para a turma dos 21km:
            A primeira ponderação que faço é que são 4 voltas. Como o visual pode ficar um pouco “desgastante”, recomendo correr de forma tranquila, primeiramente. A vantagem, como disse, é que estamos em ambiente controlado, pista do Autódromo todinha para nós. Mas o visual ao redor é basicamente o mesmo, pista e muro. Isso pode cansar. Mas tem lá suas vantagens, principalmente nos momentos onde você passa pelos boxes, sente aquela energia toda e se revigora mais um pouco. Ah! Se serve de motivação... Dias atrás houve a tentativa da quebra da marca sub2h em Maratonas, com o Eliud Kipchoge correndo no circuito de Monza, Itália( Pesquisem Projeto Breaking2, da Nike). O cara correu 42km195m, divididos em 17 voltas de 2,5km. Eu fico imaginando o treinamento mental do cara. Uma coisa é você mudar de visual o tempo todo. Outra é ficar na mesma coisa o tempo todo. O cara ainda quebrou o Recorde Mundial da Maratona, correndo em 2h00min25 segundos. Por pouco ele não é o primeiro humano a romper a barreira das 2h. O Recorde porém não foi homologado, pois era parte de um Projeto independente da Nike, sem ligação com a IAAF.
            Então, voltando ao assunto. Para quem vai estrear nos 21km nessa prova, foi uma escolha boa. Permite que você faça uma prova sem sustos, em uma pista com nível de exigência baixo. A dica sempre fica por conta da hidratação. A estratégia que mais uso, é sempre correr 11km em ritmo prudente e os últimos 10, na medida do possível, tirar um pouco. Eu costumo treinar sempre dessa forma, deixando o gás para o final. Provas de distância sempre requerem atenção ao ritmo e premia aqueles que correm com coerência. Provas de distâncias maiores são provas que devem sem planejadas e sempre correr com ritmo constante. Provas de 5 e 10km você pode se permitir ganhos de velocidade, tiros. Mas de 21km e 42km, só se for no último km, para dar um pouco de emoção, rs. 
          Enfim, esse post, diferente dos outros, não tem a foto do percurso, pois não consigo fotos utilizando o Google Maps 3D. Se trata de um local “fechado”, não sendo Rua/Avenida. Por isso o Google não tem mapeamento do asfalto dentro do Autódromo. Mas não tem segredo. É basicamente plano, tranquilo.
          Com a energia em dia, desejo ótima corrida a todos!! Para fechar o post, foto do kit, que será entregue na Flávios Calçados do Goiânia Shopping na Sexta e Sábado. Para maiores informações e protocolos, vejam no site: http://revezamentonoturno.com.br/2017/


 



Do mais, um grande abraço a todos! Vamos estourar canela e ser feliz!!

Professor Ricardo Carneiro

Bacharel e Licenciado em Educação Física

Treinador de Corrida de Rua



WhatsApp.: 62 99603 1088